terça-feira, 11 de novembro de 2008

Sobre o saber ocupar lugar

Os profetas não sabiam só o que ninguém sabia.

Também não sabiam aquilo que todos sabiam.

Foi por isso que foram profetas.

2 comentários:

ratodoporao disse...

"E a cada coisa que aprendemos, estamos a destruir outra que sabíamos"
"Cada pessoa devia ter muito cuidado com aquilo que aprende."

Pegando nas tuas palavras e divagando:

Para mim, uma das coisas fundamentais para crescermos e nos aproximarmos da iluminação é precisamente "desaprender".

A capacidade de desaprender aquilo que os nossos pais, padres, profetas e professores nos ensinaram é uma das mais importantes para compreendermos o mundo em que vivemos e nos descobrirmos a nós prórprios.

Decerto os profetas têm de ter essa magnífica qualidade...

Por isso, sim: cuidado com aquilo que se aprende! Podemos vir a descobrir que esta sociedade pura e simplesmente não faz nenhum sentido e tornarmo-nos mais uns dasses perigosos revolucionários!

francisco

ps - tou a adorar este blogue ;)

O Homem Terra disse...

Olá francisco! Incrível, por aqui? Que bom, grande surpresa! Só hoje encontrei este teu comentário. Obrigado pela tua presença.

Concordo contigo e acrescentaria só duas coisas:

- da mesma forma como é preciso ter cuidado com o que aprendemos, também é preciso escolher bem o que desaprendemos. Pois há muitas muitas coisas que vêm de trás que são aquilo de nos faz (até rimou), e que dão um jeito do caraças

- é preciso não esquecer que quando desaprendemos uma coisa, aprendemos outra - "nada se perde tudo se transforma" é mesmo uma das minhas leis da física prediletas.

PS: Houve um dia que desaprendi tanto que até desaprendi o que era um revolucionário.

Obrigado, fico muito satisfeito por saber que curtes o blogue.